Entre em contato: (11) 3458-0506
Tema multi propósito para WordPress!

Discurso Marisa Lajolo – Curadora do 58º Prêmio Jabuti

nov
30

Discurso Marisa Lajolo – Curadora do 58º Prêmio Jabuti

Boa noite a todos !

Hoje, 24 de novembro, é noite de festa ! De muitas festas.

Uma delas celebra uma data antiga : o nascimento – há cento e cinquenta e cinco anos – de um dos maiores poetas que o Brasil já teve: o negro Cruz e Souza, que empresta seu nome ao Museu Histórico de Santa Catarina , enquanto  seus poemas encantam corações a norte-sul-leste e oeste de nosso país.

Outra festa de hoje é a celebração dos quase cem vencedores do Prêmio Jabuti. E no abraço com que os saudamos, entram também os finalistas do prêmio, parte significativa dos mais de dois mil inscritos neste ano .

O Prêmio Jabuti  – hoje quase sexagenário – vem se repaginando constantemente: em 2015  premiou adaptações e livros digitais. E este ano, além de premiar as livrarias que melhor promovam as obras premiadas – numa parceria com a Amazon – deu voz aos leitores, que votaram em seus livros preferidos de contos, poemas e romances . Ou seja, o Jabuti sela sua origem amazônica e  sai às ruas, buscando seus leitores, fortalecendo a tão essencial interação entre autores, obras e públicos, como ensina mestre Antonio Cândido

Assim, nesta cerimônia festiva de hoje, mais uma vez se celebra o bichinho cascudo que, nas centenas de histórias que o celebram,  contadas e recontadas por nossos escritores, ensina que a sabedoria sempre  vence a força e a violência.

Sempre, sempre, sempre.

E como  o livro é portal da sabedoria, encerro esta fala, com o convite de Vinícius de Moraes, à poesia e ao livro :

Com as lágrimas do tempo
E a cal do meu dia
Eu fiz o cimento
Da minha poesia

E na perspectiva
da vida futura
Ergui em carne viva
Sua arquitetura .

Não sei bem se é casa
Se é torre ou se é templo :
( um templo sem Deus)

Mas é grande e clara
Pertence a seu tempo
– Entrai, irmãos meus
!

Que tenhamos todos uma grande  noite !

DISCURSO NA CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO DO 58o. PREMIO JABUTI.  24. 11.2016  .MARISA LAJOLO

Sobre o autor:

Desculpe-nos, mas os comentários não são permitidos no momento.